top of page

Nossos Artigos

Confira abaixo nossos artigos e postagens.

 

Para conhecer nossos cursos CLIQUE AQUI.

Bomba Centrífuga Autoescorvante

 

Hoje vamos falar sobre bombas centrifugas autoescorvantes.


Mas antes disso, gostaria de receber aviso sobre nossos materiais postados por whatsapp?


 

bomba centrifuta autoescorvante

Algumas definições:

 

O termo escorvar refere-se a retirar os gases que se encontram na região de bombeamento e tubulação do equipamento, o processo se faz necessário para equipamentos que trabalham com líquidos.

 

Nos casos em que essa necessidade não é atendida, o equipamento não bombeará o fluido e ainda ocorrerá a falha prematura do selo mecânico/gaxeta na maioria dos casos, a menos que o selo seja duplo e equipado com plano de selagem barreira.

 

Logo, quando dizemos que uma bomba é autoescorvante, estamos afirmando que ela possui um sistema de retirada de gases automático.

 

Nesses equipamentos, o que devemos nos atentar é que na partida inicial, ou seja, apenas uma vez, precisamos inserir um volume de liquido de escorva suficiente para que a bomba possa retirar o ar e lubrificar o selo/gaxeta.

 

Funcionamento bomba centrifuga autoescorvante:

 

Esse tipo de equipamento possui um projeto de voluta/carcaça voltado para criar fluxo e estabelecer separação do ar e líquido, podemos dizer que é algo muito similar a recirculação em bombas centrifugas normais, diferindo que, na autoescorvante temos uma câmara que direciona a descarga para a sucção.

 

Quando a bomba entra em operação o rotor gira deslocando o líquido de escorva e o acelera, em seguida, por efeito centrifugo ele é lançado para fora do rotor, esse deslocamento de líquido que o rotor gera quando em rotação, produz vácuo na câmara de bombeamento e tubulação, podemos destacar nesse ponto a aplicação do princípio de Bernoulli, quando o rotor desloca e acelera o fluido temos uma queda de pressão (Velocidade sobe, Pressão cai), assim a pressão atmosférica "empurra" o líquido a ser bombeado para dentro da bomba.

 

O ciclo se repetirá até que a bomba esteja completamente cheia de líquido. Após isso, ocorrerá o bombeio em plenitude. Quando parado, parte do líquido ficará retido na câmara do equipamento, o deixando pronto para futuras operações.

 

Aplicações da bomba centrifuga autoescorvante:

 

Há uma tendência em aplicar equipamentos como este em lugares onde não é viável escorva e operação manual, mas isso não é uma regra, alguns lugares que podemos ver esse tipo de bomba são:

 

- Transferência de águas residuais, produtos químicos, água de minas, galerias e fossas.

 

-Transferência de fluidos ATEX. Para esse tipo de aplicação, é viável, uma bomba autoescorvante ao invés de uma submersa em líquido inflamável.

 

- Transferência de fluido para carros tanques.

 

Em todos os casos, para uma correta aplicação e cumprimento do objetivo, vale sempre analisar questões mais aprofundadas como por exemplo rendimento energético, MTBF etc.


Quer aprender mais sobre bombas centrífugas?


Faça nosso curso online, saiba mais em https://www.engenhariaecia.eng.br/cursos/bomba-centrifuga


curso bomba


Escrito por: Gabriel Bezerra


142 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


loja do mecanico.png
bottom of page