top of page

Nossos Artigos

Confira abaixo nossos artigos e postagens.

 

Para conhecer nossos cursos CLIQUE AQUI.

Funcionamento e Comportamento de Uma Bomba Centrífuga

Hoje, vamos falar sobre O FUNCIONAMENTO E COMPORTAMENTO DE UMA BOMBA CENTRÍFUGA, mas antes, gostaria de receber avisos sobre nossas publicações por whats?



bomba centrífuga

A bomba centrífuga é uma máquina de fluxo que converte energia mecânica (eixo girando) em energia cinética (velocidade do fluido), que depois, parte dela é convertida em energia de pressão (pressão do fluido).


Isso tudo acontece entre a entrada do rotor e a descarga na voluta.


A bomba centrífuga recebe esse nome devido ao efeito centrífugo que o rotor impõe ao produto bombeado.


O sentido de rotação do rotor, como ilustrado na animação, deve ser observado, do contrário a bomba perderá muito do seu desempenho, além da possibilidade de roçamento que aumenta bastante, danificando o rotor da bomba. Giro para o lado errado pode estar relacionado com a instalação elétrica das fases do motor como fios ligados invertidos ou programação equivocada do inversor de frequências.


O comportamento da bomba está ilustrado no diagrama HB x Q (altura manométrica versus vazão) que é montado para uma rotação fixa. Usamos aqui a curva da bomba UND A80 da Omel Bombas e Compressores Ltda. 


Note que nele temos 4 curvas coloridas, cada uma representa um diâmetro de rotor diferente para o mesmo tamanho de carcaça, isso significa que ao mudar o diâmetro do rotor e/ou a rotação é como se tivéssemos uma outra bomba, pois o comportamento muda significativamente.


Para ler essa curva, fazemos o seguinte:

1) verificamos a vazão

2) traçamos uma reta vertical até a curva da bomba em questão

3) traçamos uma reta horizontal

4) verificamos a altura manométrica correspondente


No exemplo da figura, pegando a curva 1 (rotor de 13")  para a vazão de 250 m3/h temos uma altura manométrica de aproximadamente 41 metros. Já para a curva 3 (rotor de 10.1/2”), para a mesma vazão teremos por volta de 20,0 metros apenas.

 

O rendimento da bomba está relacionado com as perdas de energia devido a fatores mecânicos como atrito nos mancais e no selo mecânico ou gaxeta, assim como, a recirculação que pode acontecer na voluta e da sucção para a descarga, por meio da folga entre a carcaça e o rotor.


A bomba da ilustração está na classificação "Bomba centrífuga com rotor em balanço mancalizada" o que confere maior robustez ao equipamento quando comparado com bombas monobloco (montadas diretamente no eixo do motor elétrico).



Aprenda mais sobre bombas centrífugas no nosso curso BOMBAS CENTRÍFUGAS: CONCEPÇÃO - MANUTENÇÃO - OPERAÇÃO



curso bomba

Escrito por: Micelli Camargo


144 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
loja do mecanico.png
bottom of page