top of page

Nossos Artigos

Confira abaixo nossos artigos e postagens.

 

Para conhecer nossos cursos CLIQUE AQUI.

O QUE É CV DE UMA VÁLVULA?


CV é um coeficiente ou taxa de vazão de uma válvula, em outras palavras, é o parâmetro que traz a informação sobre a vazão de uma certa válvula.

A passagem do fluido através da válvula gera a chamada "Perda de Carga Localizada" que uma perda de energia que terá uma parcela de energia cinética relacionada à vazão e energia de pressão relacionada à pressão.


Em outras palavras, a vazão máxima que será possível acontecer pela válvula está ligada diretamente a redução de pressão do escoamento através dela e é exatamente essa relação que o CV traz de informação.


CV é um coeficiente de vazão definido por norma norte-americana e o seu valor corresponde a vazão de água em GPM (galões por minuto) à 60o F que atravessa a válvula para um diferencial de pressão de 1 PSI.


Em outras palavras, se uma válcula tem CV igual 0,5; isso significa que ela tem vazão máxima de 0,5 GPM para uma queda de pressão de 1 PSI, ou seja, se a pressão antes da válvula for 10 PSI, depois da válvula, a pressão será 9 PSI.

Mas, e se o produto não for água?


Nesse caso, uma correção no valor pela densidade relativa (ou gravidade específica) deve ser aplicado.

A rugosidade também afetará o desempenho.

Mas... o que acontece se tentarmos passar uma vazão maior?

Nesse caso, o diferencial de pressão também será maior.

E qual a importância do CV no dimensionamento de um bomba para uma instalação de bombeamento?

O diferencial de pressão que acontece na válvula entra no cálculo de perda de carga e consequentemente, no dimensionamento da bomba.

Se a válvula adotada tiver um CV menor do que a vazão de projeto, das duas uma:

1) a vazão bombeada será menor do que se desejava o que é um problemão, do ponto de vista produtivo e impactará diretamente nos lucros da empresa.


2) a perda de carga será maior do que a calculada. Nesse o consumo de energia será maior, o que pode sobrecarregar o motor elétrico, fazendo-o trabalhar a uma temperatura maior do que o recomendado pelo fabricante, reduzindo assim a sua vida útil. Em casos mais drásticos, o motor pode nem conseguir tocar a bomba.


Todo o processo de especificação de bombas e as relações entre projeto e prática, nós abordamos no nosso treinamento "ESPECIFICAÇÃO DE BOMBAS CENTRÍFUGAS", inclusive fornecemos um aplicativo exclusivo de cálculos.


Saiba mais em https://www.engenhariaecia.eng.br/bomba


#engenhariaecia

205 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
loja do mecanico.png
bottom of page