top of page

Nossos Artigos

Confira abaixo nossos artigos e postagens.

 

Para conhecer nossos cursos CLIQUE AQUI.

O QUE É MOTOR ELÉTRICO E COMO ELE FUNCIONA?


O tema de hoje é sobre motores elétricos.

Mas antes, gostaríamos de lhe convidar a entrar na nossa Newsletter por email, assim você sempre receberá nosso conteúdo. Acesse https://www.engenhariaecia.eng.br/newsletter

Vamos ao assunto . . .

Motor elétrico por definição é uma máquina que transforma energia elétrica em energia mecânica.


Energia mecânica, podemos entender nesse contexto, como um eixo girando transmitindo um torque.


Os motores elétricos são sem dúvidas, a máquinas mais utilizada atualmente como fonte de acionamento dos equipamentos.


Isso se dá devido a sua praticidade tanto no manuseio, transporte ou forma de comando, além do custo reduzido quando comparado com outros tipos de motores, como os motores a combustão ou turbina a vapor, entre outros.


Os motores estão divididos em dois grandes grupos, os motores de corrente contínua e os motores de corrente alternadas, estes últimos, chegando a mais de 90 % dos motores instalados.


Dentre os motores de corrente alternadas, o mais importante, do ponto de vista industrial é motor assíncrono de indução, também chamado de "motor de gaiola de esquilo", como o representado na animação.


Digo mais importante porque é o motor mais utilizado de todos.


As partes principais do motor são o estator e o rotor, que é onde a "mágica" acontece. Claro que todos os outros componentes são importantes para o seu pleno funcionamento.


A corrente elétrica ao passar pelo estator cria um campo eletromagnético. Esse campo magnético não é fixo como num imã, que tem os chamados "polos norte" e "polo sul".


No motor, devido à corrente alternada, o campo magnético é pulsante, ora o polo é "norte", ora o polo é "sul. Isso provoca uma força magnética girante que atua sobre o rotor e faz este girar.


A frequência de giro do campo magnético recebe o nome de rotação síncrona e corresponde a [ 120 x f / número de polos ].


Para 2 polos temos rotação de 3600 RPM, 4 polos 1800 RPM e por ai vai.


Nos motores de indução ou gaiola de esquilo a rotação do rotor, identificada como "rotação do motor", não é a mesma da rotação síncrona, daí o motor ser classificado como "assíncrono".


No caso, quanto maior a carga que o motor tem que acionar, maior será a diferença entre a rotação do motor e a rotação síncrona.


A essa diferença, dá-se o nome de "escorregamento".


Como os motores estão sujeitos ao "efeito Joule" (geração de calor devido a uma corrente elétrica) é necessário prover uma forma mais eficiente de remoção desse calor, por isso, a maioria dos motores possui um ventilador acoplado ao motor que ajudam nesse sentido.

O assunto é muito extenso e se você deseja aprofundar no tema, recomendamos o nosso curso "Motores Elétricos de Indução Trifásicos", nele colocamos todos os bisus que aprendemos sobre o tema nos últimos 10 anos.


Inscreva-se em https://www.engenhariaecia.eng.br/cursos/motor-eletrico

#engenhariaecia #motores #motoreseletricos

700 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
loja do mecanico.png
bottom of page